quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Resenha - Cidades Mortas

Livro: Cidades Mortas
Autor: Dêner B.Lopes 
Editora: Chiado Editora 

 Oi gente, hoje vim trazer a resenha de um livro que eu li há um certo tempo mas consigo lembrar de vários detalhes da história por se tratar de uma obra que digamos, foi rápida de se ler. Estou falando do livro Cidades Mortas. Eu recebi esse livro em parceria com a editora Chiado e quando ele chegou aqui em casa fiquei bastante curioso pra saber mais da história. 


O livro vai se passar em um futuro distópico (mais precisamente em 2050) na cidade de Lisarb. E vai nos mostrar o mundo pela visão do Arthur , um jovem de 16 anos, medroso, inseguro, cheio de problemas e incapaz de tomar certas decisões. A história começa andar quando um evento televisionado começa a selecionar 20 casais de jovens entre 15 e 18 anos para serem colocados em uma espécie de "Arena".  Só que até ai tudo bem, o que eles não sabem é que nesse lugar serão colocados robôs com ordem de extermínio. Por ser um reality show, claramente há uma recompensa para os sobreviventes que conseguirem suportar no decorrer de duas semanas. Tal prêmio é nada mais que do que um pedido que eles terão direito a fazer para o presidente da cidade.

O livro ele não ronda somente a história da sobrevivência de um jovem franzino que mora em um orfanato mas sim de questões sérias. O autor coloca pra gente a forma crua que as drogas, a violência e o desrespeito podem colocar um adolescente em risco da forma mais inesperada possível.

Vamos acompanhar também o drama do jovem Arthur que se ver em um beco sem saída no momento que por um motivo "X'' ele é colocado a prova e encaminhado para o evento das Cidades Mortas.

Uma observação interessante a se fazer é como o autor coloca pra gente de forma clara como hoje em dia as coisas estão muito deturpadas , sem falar no alto teor de preconceito. 

Bom, sobre a história não posso falar muito porque se não acaba perdendo a graça e experiência de leitura já que o livro conta com apenas 200 páginas. 


No geral eu gostei do livro, tem um ritmo bacana, personagens bem distintos e uma trama que guarda muitos segredos e que espero que seja respondido nos próximos volumes. Recomendo a todos que gostaram de Jogos Vorazes, darem uma chance para este livro. 



Espero que tenham gostado, e se já leram, me contem aí nos comentários, certo?

Até a próxima :)

"Há quem diga, pelas costas, é claro, que o Festival nada mais é que uma carnificina. Convenhamos: pessoas morrem todos os dias, bem mais do que miseráveis que conseguem enriquecer"

Visite também :)

Facebook | Twitter | Youtube | Instagram |

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Oi gente, tudo bem? Hoje trouxe pra vocês a resenha de um dos livros mais legais do semestre. Marina do Carlos Ruiz Zafón. Espero que vocês gostem e não se esqueçam de se inscrever no canal :D


Visite também :)
Facebook | Twitter | Youtube | Instagram |

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Oi gente, eu to participando do Amigo Secreto Literário de Natal fui convidado pela Tamirez do canal Resenhando Sonhos e hoje trouxe um vídeo com 3 dicas de quem pode ser meu amigo secreto HAHAHA espero que gostem. 


O link para todos os canais está na descrição do vídeo :D 

Até a próxima \o/ 

Visite também :)
Facebook | Twitter | Youtube | Instagram |

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Resenha - O Exterminador do Futuro

Advinha quem está atrasado com esse post? Pois muito que bem, estou aqui pra tirar essa dívida com vocês! Terminei de ler O Exterminador do Futuro ainda na maratona literária de inverno e confesso que gostei bastante do livro , chegando a dar até 5 estrelas. Mas vamos por partes :)



Na verdade, o livro é baseado no filme Exterminador... que recentemente saiu até filme. Porém eu não assisti, não sei porque mas não tive vontade. 


O livro começa já mostrando aos leitores um panorama da cidade de Los Angeles. Uma cidade como qualquer outra. Mas na verdade o que estamos prestes a acompanhar é o próprio Exterminador, no qual pela lógica, ele veio do futuro com uma missão 'X' que vocês descobrem lendo, e que envolve Sara. Uma jovem possivelmente recém formada do ensino médio, no qual a mesma trabalha de garçonete em um restaurante pacato da cidade. A jovem divide o apartamento com a sua melhor amiga, Ginger. A relação delas é bem bacana de se acompanhar até porque ela namora com Matt. Um personagem super cômico que em alguns momentos me tirou umas risadas. Mas esse clima de flores não dura tanto tempo.


O que nós acabamos "descobrindo" é que existe 3 ''Saras" na história e o exterminador ficará encarregado de procurar todas até conseguir encontrar a "certa"(tudo isso com um propósito...) Outro personagem que acaba aparecendo como o "Herói" de tudo é o Reese. Ele foi mandado de um futuro distante, para meio que impedir que a Sara sofra o pior, a morte nas mãos do Ciborgue suicida. 


Então a partir da metade do livro, iremos acompanhar a trajetória da Sara e do Reese. Eles se conhecem de uma forma totalmente abrupta porém aos poucos os fatos acabam, unindo-os. E cada vez mais ficaremos presos a sensação de estar sempre seguidos e vigiados 24 horas. O que deixou o livro bem mais interessante. Sobre a história não posso contar mais pois se não será spoilers. Vamos a edição :)


Já começamos com essa folha de guarda SENSACIONAL! Pirei quando abri o livro (de capa dura) e me dei de cara com essa cor forte que tem tudo a ver com o clima do livro.


O simbolo da Editora DarkSide


De um ângulo diferente


Volta e meia acabamos vendo esse tipo de "gráfico" nos capítulos. O que eu achei um tanto quanto, diferente.



Dentro do livro, veio um folheto do filme e um anúncio pra aplicativo relacionado ao filme que estava no verso do papel.



O livro conta com notas de rodapés. Um método infalível pra auxiliar o leitor na hora da referência desconhecida haha



O livro conta com cenas do filme. E obviamente foram colocadas nos lugares certos pra cada cena. O que me ajudou bastante pois nunca vi os filmes :x




Não preciso dizer mas nada!


Olhando assim parece até que o livro é quase um calhamaço mas não. Ele possui por volta de 300 páginas ^^




A edição além de ser capa dura, é daquelas de soft touch. O ruim é só que depois de um tempo fica manchas de dedos mas tirando isso. Nada a reclamar. 


De uma forma geral, eu gostei bastante do livro. Leitura rápida , ritmo eletrizante e o término quase um paradoxo.  Recomendo pra todos que gostam de livros de suspense pois esse aqui cumpre bem seu papel. Então se vocês já leram, me avisem pra gente conversar. 

"A dor é uma ferramente. Às vezes, quando ela é irrelevante, você pode simplesmente desconecta-la"

Até a próxima!

Visite também :)
Facebook | Twitter | Youtube | Instagram |

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

Alô alô vocês sabem quem sou eu?

Oiii gente, voltei a gravar pro canal e finalmente terei tempo pra investir tanto no blog quanto no canal pois FINALMENTE terminou o ensino médio haha e agora só alegria (espero). Por isso já postei dois vídeos lá no canal! Confere que tá bem bacana <3


Nesse aqui eu explico melhor o motivo pela minha parada de quase dois meses.


E esse , eu mostro os livros da TBR da Maratona Literária 24h.2 .

É isso, espero que me desculpem pela demora e que aproveitem a nova fase do Canal :D

Abraços :)

domingo, 1 de novembro de 2015

Uma coisa chamada: domingo

Sabe aqueles dias em que você se depara com um mundo em que nada corresponde as suas expectativas, que nada te satisfaz e que algo no mais íntimo nos chama para algo porém não sabemos? Então,Confuso? É claro que sim. Hoje foi um dia que parei pra refletir em como nós pensamos nas coisas fúteis do dia-dia e que de algum modo isso acaba nos interferindo. 


Domingo é um dia que muitos caem na famosa "bad" mas eu não. Cansei de ficar me revirando por dentro tentando entender sentido pra algo que não faz parte do meu universo. Domingo é um dia que paramos e admiramos um novo começo. Pelo menos eu, gosto de ouvir aquela boa e velha musica e tentar tirar da cabeça aquilo que me saturou durante a semana (draminha adolescente, talvez...). 


E nesse domingo de pura melancolia deixo ao critério do leitor, a sua tentativa de esvaziar a cabeça e mostrar para o seu 'eu' interior como você é mais do que uma mera caixa de reclamação. 

*escrevi esse post ao som de Write about love - Belle And Sebastian *


Visite também :)
 | Facebook | Twitter | Youtube | Instagram |

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Prison Break - 1ª Temporada

Olá pessoal, no post de hoje vim conversar com vocês sobre uma série que finalizei a poucos dias a primeira temporada. A série Prison Break. Foi lançada primeiramente em 29 de agosto de 2005 --ou seja demorei um década pra assistir, literalmente-- e "finalizada" em 2009. Porém já tem previsão para uma nova temporada em 2016, a mesma conta atualmente com 4 temporadas. Confesso que estou entrando nesse mundo de espectador de séries agora, e claro que pedi recomendação de alguém pra que eu pudesse assistir algo interessante. E aí veio a ideia de perguntar a Nayana do canal Distrações Diárias. Bem sei que ela é uma viciada assumida então ela acabou me recomendando Prison Break.


E claro que eu amei!De uma forma resumida, a série vai contar sobre Lincoln , um homem que foi sentenciado a morte por um crime que 'aparentemente' não cometeu. Seu irmão Michael acaba assaltando um banco de propósito para ser mandado para Fox Rivers (nome da prisão) e lá ele acaba se enfurnando com a planta do presídio tatuada no corpo. E a partir dai ele começa a bolar um plano que beira o bizarro para tirar seu irmão daquele inferno. 


A foto acima é do ator Wentworth Miller, que interpreta o personagem Michael. Ele é um dos melhores em se tratando de inteligência. Você é feito de trouxa, essa é a palavra pra descrever tudo que a trama te proporciona. 


Não vou colocar as fotos de todos os atores por questões óbvias, né? Mas a série possui um elenco primoroso, com atores com um baita talento, não é pra tanto que a obra foi tão reconhecida e que pessoas em pleno 2015 ainda assistem (alá euzinho aqui) haha

Eu achei a primeira temporada muito boa. É uma série que não recomendo pra cardíacos, de verdade! Você não consegue respirar até terminar todo o episódio de tão tenso que você fica. O season finale foi muito bom. A trama é bem amarrada e os personagens são cativantes de uma forma diabolicamente ácida. Recomendo pra todos! Se você ainda não assistiu, tente o primeiro episódio apenas, se não gostar mesmo assim, a série não é pra você! 

Então, pretendo trazer um post sempre que eu tiver terminado uma temporada ou quando eu conhecer uma série nova e que futuramente venha a assistir, então virá mais posts desse tipo xD Se vocês já assistiram me falem , vamos conversar 'mais sem spoilers, por favor'. E se vocês tem alguma série pra recomendarem, podem deixar tudo aí embaixo, irei adorar saber mais. 

Até a próxima!

Visite também :)
Facebook | Twitter | Youtube | Instagram | 

domingo, 13 de setembro de 2015

Olá pessoal, no post de hoje trago um vídeo que gravei hoje pela manhã... Sei que tá meio atrasado mas antes tarde do que nunca, não é mesmo? Nele eu falo sobre as minhas últimas leituras, vídeos do canal e agora SÉRIES, sim! Confere que tá bem bacana :)


Espero que tenham gostado, e se tiverem curiosidade em algum vídeo, todos os links estarão no box de descrição xD

Visite também :)


terça-feira, 1 de setembro de 2015

 Então gente, eu sei que já falei algumas vezes aqui que nunca serei leitor pra romance melosos e tals e tals porém preciso compartilhar minhas impressões de um dos livros que há quem diga , seja um 'clássico contemporâneo'. Que é Diário de Uma Paixão do autor Nicholas Sparks. 


Esse livro eu terminei ainda na maratona de inverno e foi um dos mais rápidos que eu li. É claro que a linguagem é bem fácil então não é algo tão legal pra se vangloriar mas tudo bem. Vamos a resenha que é o foco aqui!


O livro parte de uma premissa bem interessante, onde nós temos um narrador a primeiro momento desconhecido mas nas primeiras páginas nós acabamos identificando-o. Ele se chama Noah. Ele começa contando pra gente tudo que se passa na clínica onde ele está. A impressão que eu tive nesse momento é que depois de velho, os filhos o abandonaram e ele acabou por ter que passar sua velhice naquele área desolada de felicidade. Mas vamos ao ponto chave da estória que é: o romance. 


O romance que o Noah vai nos contar se dá basicamente de suas memórias escrita no seu diário que aparentemente ele vem conservando-o através dos anos. Bom, a história vai se passar em um verão de 1945 onde o mundo tomado pela intensa influência da guerra acaba levando os jovens Noah e Allison, a se conhecerem bem ao acaso através de alguns amigos em comum. E claro que vocês já devem saber o que rolou... Isso! Amor a primeira vista!. E foi isso que a primeiro momento foi o que deu pontapé inicial para que aqueles jovens recém formados se apaixonassem. Porém o tempo não foi a favor, fazendo assim uma distância de ambos. E nunca mais eles se viram. Ao passar do tempo nós vamos acompanhar a vida do Noah, seu trabalho, como ele recebeu uma certa quantia em dinheiro por serviços prestados a um judeu simpático, e como foi que ele voltou a amar (rs). 


E claro que nós iremos ter informações do que aconteceu na vida da Allison, e claro, ela noivou está pra casar com o Lon, um advogado "super ocupado". Típico personagem que não dá a mínima pra sua companheira, e nós leitores, percebemos o quão fraco é esse matrimônio.  A história engata quando a Allison, decide retomar a residência do Noah, depois de ver um noticiário na TV contando sobre a reforma do "Barracão" (casa que foi projeto do Noah e seu pai e foi só concluída após a morte do senhor). Quando ela volta e fica aquele "climão" de nostalgia , culpa talvez... Eles voltam a se apaixonar.

É válido lembrar que tudo isso acontece em basicamente dois dias e claro que o autor vai tentar dá um ar de mistério no meio do livro com a simples pergunta: com que será que ela vai ficar?... Bom, não direi com quem, embora você já deva saber... 


Bom, depois desse romance "inesperado", nós temos um parecer da realidade, pois como eu disse anteriormente tudo isso que os dois jovens viveram foi a vários anos atrás. Então o Noah, já debilitado, irá nos contar o que aconteceu nesses cinquenta anos de pura paixão. Ele teve 5 filhos embora um deles tenha falecido muito cedo e não se há mais notícias dos mesmos. O que nós sabemos é que eles meio que se deram bem na vida e isso basta para os leitores. O que o livro foca já no final é a questão de sua mulher já velhinha ter sido diagnosticada com Alzheimer e está meio que em fase terminal dessa forma "seu papel" e nada mais nada menos que voltar todos os dias no seu leito e contar pra ela histórias vividas por eles. 


Se fosse pra terminar por aqui, eu faria isso mas tenho algumas ressalvas a fazer. Primeiro, o personagem do Noah é bem simples, pra falar a verdade. O livro todo tem um tom de Seção da Tarde, mas fazer o que, né? A trama ela é bem rasa, apresenta alguns pontos fáceis de compressão e que qualquer um entenderia. Uma coisa que tenho que admitir é, o livro todo tem um tom bonito. Mostrando aí, o "inesperado verdadeiro amor" e isso é legal de se mostrar na literatura, uma vez que nossa realidade já está totalmente deturpada.  O que posso criticar desse livro é: não achei meloso, mas situações que a personagem da Allison viveu e "exerceu" foram dignas de uma adolescente insegura, mesmo ela já sendo uma mulher 'madura'. No mais, eu gostei e dei 4/5 estrelas no Skoob


Falando um pouco mais da edição do livro, o livro foi publicado pela Editora Novo Conceito. Eu achei bacana, combina muito com o tom que a história tem. Sua capa tem um tom de azul com pessoas nela... Não gosto muito quando se tem ISSO na capa mas no mais tudo certo. As folhas são amareladas, a diagramação é boa a fonte é ótima e em cada início de capítulo tem um pequeno desenho que acaba por enfeitando mais a folha hahaha



Preciso confessar a vocês que antes de 'ver' o autor propriamente dito, eu achei que era um senhorzinho já (não me perguntem porque) e quando vi a foto dele, fiquei ''ele não tem cara de escritor de romances'' embora isso seja uma besteira, convenhamos...


Bom, de uma forma simples, gostei do livro, leve fácil e com uma mensagem bonita no final. Recomendo a todos os amantes de romances. Não pretendo ler outro livro dele pois definitivamente não sou leitor de romances. Mas como primeira experiência, achei válido.


Espero que tenham gostado e se vocês já leram ou assistiram o filme (uma coisa que eu não fiz...) , me deixem aí nos comentários!


Visite também :)
 | Facebook | Twitter | Canal | Instagram

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Book Haul - Agosto

Então gente, no início do mês fiz umas comprinhas no Submarino e resolvi mostrar os livros em vídeo. Claro que outras coisinhas chegaram até mim e mostro tudo nesse vídeo haha :)


Não se esqueçam de se inscrever no canal pra não perder nada! E se vocês já leram algum desses livros, comentem aí embaixo, irei adorar saber xD

Visite também :)

|Facebook | Twitter | Canal | Instagram |

domingo, 16 de agosto de 2015

Então gente, vamos falar de um livrinho super fofo e totalmente carismático que logo nas suas primeiras páginas já ganhou um espacinho especial na minha 'estante'. Estou falando do Seu, Moço da Patricia Pirota. Aliás, se vocês não conhecem o trabalho dela irei deixar na descrição do vídeo o link para o canal dela que aliás, super recomendo.


Eu recebi esse livro da parceria dos fofos da Editora Chiado e quando vi que a Patricia iria lançar o livro por eles, fiquei louco e corri solicitando o meu exemplar pra vim conversar com vocês. 

























Esse post não é bem uma resenha pois considero o livro, de crônicas. A obra da Patricia irá focar em diversos aspectos da vida corrida que todos nós temos. E ela dá a liberdade de nós 'leitores' embarcamos em uma aventura por entre as páginas desse compilado maravilhoso. 


'Seu, Moço' em si não é bem um personagem, um devaneio, um psicólogo ,  um eu lírico, e sim um amigo que todos nós temos no nosso 'Eu'.  


























Esse livro irá reunir aquilo que todos nós passamos diariamente. O estresse, as desilusões, o tempo perdido com coisas fúteis. E a Patricia conduz de forma madura como nós temos apenas que olhar o melhor lado das coisas e ver que nem tudo merece nosso tempo ou mesmo, nossas palavras. 


















O livro conta com um prefácio bem bacana contando um pouco como foi que tudo começou, podemos assim dizer. O Seu, Moço em si foi fruto de devaneios de 144 caracteres no twitter e logo depois veio a página simpática no facebook.  Que logo atraiu curiosos sobre os pensamentos desse "pseudo-personagem" que de uma forma ou de outra, cativa muita gente que acaba se identificando com seus conselhos  :)
























O livro não é do gênero Auto-Ajuda como alguns possam pensar. Você tem que pegar Seu, Moço pra ler com uma coisa em mente: vou me sentar na varanda e conversar com um amigo sobre tudo, tirando assim todo o peso das nossas costas que a vida nos impõe.






























Pra quem acompanha a Patricia sabe o quanto ela ama os escritores clássicos brasileiros e a todo momento não só no livro mas nos seus post´s e vídeos ela cita Carlos Drummond e o seu queridinho Machado de Assis. E isso me faz querer conhecer mais da obra de ambos pois sei o peso que eles tem na literatura brasileira.























Posso dizer que esse trecho é um dos meus favoritos. Isso se aplica tanto na nossa vida que fico até pasmo em perceber que tem outras pessoas por ai a fora que já sofreu por coisas que nem valiam a pena. Seu, Moço me entende totalmente e a ele sou grato. 











Posso dizer que todos os livros da Maratona de Inverno, esse foi o que eu fiz mais marcações. Chegou uma hora que eu fiquei "nossa vou marcar o livro inteiro" hahaha Esse livro serão daqueles que sempre irei voltar e ler algo pra me animar. Os famosos "de cabeceira". Posso dizer que será um livro que guardarei com carinho. 










Falando mais da edição, eu amei com todas as minhas forças. A Chiado Editora fez um ótimo trabalho (como sempre). As folhas amareladas em forma de "Bloquinhos de Notas" achei sensacional. As ilustrações de galhos com passarinhos são perfeitas. A lombada lindinha e com uma leveza que dá tranquilidade pra quem ler e que se torna um destaque entre os outros livros.






















Eu fiz esse post ao som de Ordinary People do John Legend. Que é uma música que eu adoro e como o livro da Patricia me passa calma e nostalgia. Bom espero que vocês tenham gostado do post e me contem se vocês já leram ou pretendem, deixem nos comentários. Irei adorar saber =D

"Seu, Moço, O fim de algo, muitas vezes, é a chance de recomeçar. Aproveite! Não olhe para trás em buscas de respostas. Olhe para frente em busca de novas perguntas." - Pág:101
Até a próxima :)

*Visite também*

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

TAG - 7 coisas

Oi gente, tudo certo? Pra quem me acompanha lá no canal , sabe o quão atolado de tags pra fazer, eu estou. Então resolvi responder uma já pra ir adiantando. O vídeo é bem curtinho e acho que vale a pena conferir. Eu fui taggueado pelas garotas do canal Letter Of Winter e deixarei todos os links na descrição do vídeo!


E como falei no vídeo, acabei perdendo uma das categorias. Mas deixarei aqui em baixo as respostas que TERIA no vídeo :(

7 coisas que não faço bem:
-Cantar
-Desenhar
-Cumprir metas
-Ficar quieto
-Falar menos
-Me concentrar
-Estudar no momento certo

Então gente, é isso, espero que vocês tenham gostado, e se ficou com vontade de responder, faça e me mande. Pode ser em post´s também haha

Visite também :)

domingo, 9 de agosto de 2015

Olá pessoal, olha só quem voltou com as resenhas \o/ por causa da Maratona Literária de Inverno que houve agora no mês de julho eu consegui realizar 6 leituras e irei fazer a resenha de todos os livros no decorrer do mês. Eu não irei fazer os post´s por ordem de leitura. E hoje nós vamos conversar um pouquinho sobre O Assassinato no Expresso do Oriente da Agatha Christie



Não direi que foi uma primeira experiência desastrosa porque estaria mentindo. Mas o livro não me cativou tanto (principalmente no final, mas não vamos colocar a carroça na frente dos bois e vamos por partes).


















O livro se inicia de uma forma bem fluida e os acontecimentos são rápidos pra engatar. Nós iremos acompanhar a trajetória do protagonista Hércule Poirot que é um detetive super conhecido por ter desvendado casos em vários países. Sua fama chega a passar de boca em boca em qualquer lugar que o mesmo vai. A história começa quando o Poirot está em uma plataforma e recebe uma ligação urgente pedindo a ajuda de seus serviços. A primeiro momento não sabemos do que se trata mas a história continua e embarcamos juntos no Expresso do Oriente.

O nosso detetive embarca no trem para um caso muito requisitado e se eu não me engano é em Londres. Só o que ele não esperava é que no meio de uma nevasca devastadora, uma pessoa fora assassinada dentro do próprio expresso. Atordoado e curioso com o fato , seus extintos de detetives se tornam aguçados e ele arregaça as mangas e parte para a investigação.




















O livro é dividido em três partes como vocês verão daqui pra frente. Na parte "Os fatos" como o nome já sugere, ele irá analisar toda a situação do caso. Cada cômodo, cada passageiro, cada cabine, enfim! Será uma mexida de ambiente sem igual.
















Na parte "Os testemunhos" Poirot irá interrogar 'todos' os passageiros incluindo o condutor do trem. O caso de um homem ter aparecido morto dentro de uma cabine durante a viajem leva o detetive a duvidar de todos, até da própria sombra. Nessa parte do livro as evidências de quem foi o culpado(a) ficam cada vez mais difíceis. Eu particularmente fiquei com uma puga atrás da orelha em quase todos os momentos durante os interrogatórios. 





















Nessa última parte, o nosso detetive depois de muitas dúvidas, muitas especulações começa a chegar no ponto X da questão e o quebra-cabeça vai se ligando aos poucos. Muito são os suspeitos mas o motivo principal do tal assassinato se faz muito além daqueles meros vagões. 
























Confesso que o final do livro não foi tão surpreendente pelo menos pra mim. Acho que a autora poderia ter abordado mais dos personagens. Mas como primeira experiência, achei válida.  






























No mais eu gostei da história, a Agatha consegue te prender do início ao fim da trama. A descrição dos ambientes é bem interessante e em nenhum momento se tornou um fardo acompanhar as "expedições" do Poirot. 































Já no final do livro tem esse "compilado" mostrando outras obras da autora. Digamos ser uma "série independente". Tipo, não precisa ler especificamente na ordem porém é o mesmo protagonista em ambas as tramas. E tem um box com 3 desses livros da foto acima que to bem curioso pra ler.































E vamos a parte visualmente linda do post hahaha. A edição! Eu achei essa capa sensacional! No começo não simpatizei muito com ela, sei lá, achei meio "enfeitada" porém revi meus conceitos e entendi o quão condiz com a história do livro.



















Essa lombada é muito linda. A Editora Nova Fronteira fez um belo trabalho, tanto na capa quanto na qualidade das folhas. Todos os livros dessa "série" tem aquela 'coroa' na parte superior da lombada que eu achei bem chamativo.




















Bom, de uma forma mais simples, eu gostei da leitura, foi agradável, fiquei curioso pra saber quem era o "pivor" da história toda. A narrativa é rápida e intrigante. E a todo momento me lembrei da série CSI Las Vegas que eu adoro. Enfim gente, fica aí uma dica de um livro curto mas bem interessante. 

E vocês, já leram Agatha Christie? Tem outros livros pra me recomendar? Deixem nos cometários que adorarei ler :)

Até a próxima pessoal!

Visite também :)

 | Facebook | Twitter | Youtube | Instagram